domingo, agosto 20, 2017
- blog.bdcomics.pt - 
Homem-Aranha - Exposição Negativa
Brian K. Vaughan e Staz Johnson 
Edição em Português
«O Homem-Aranha e o seu inimigo de sempre, o Dr. Octopus, enfrentam-se de novo numa brutal batalha de egos. 
Mas o temível Doutor tem uma arma secreta pronta a usar: Jeff Brasi, fotógrafo no Clarim Diário, que quer perceber como é que aquele freelancer do Peter Parker consegue sempre as melhores fotos e lhe rouba a primeira página! 
Reúne a mini-série Spider-Man/Doctor Octopus: Negative Exposure #1-5, escrita por Brian K. Vaughan (Wolverine: Logan, Saga) e desenhada por Staz Johnson.»



Jessica Jones - ALIAS: Volume 3
Michael Gaydos e Brian Michael Bendis
Edição em Português
«Quando era super-heroína, Jessica Jones era atormentada pela sua falta de auto-estima e incapacidade de dominar os seus poderes, e despiu a capa quando percebeu que seria sempre considerada uma super-heroína de segunda. Convertida em detective privada implacável, Jessica encontra uma misteriosa rapariga vestida de Homem-Aranha escondida no seu apartamento... que foge a voar antes que ela possa falar com ela.
Pelos seus contactos, Jessica percebe que ela é Mattie Franklin, a.k.a. a Mulher-Aranha, uma super-heroína adolescente com uma ligação pessoal a J. Jonah Jameson, do Clarim Diário. Mas Mattie está em perigo, e com a ajuda inesperada de Jessica Drew - a Mulher-Aranha original - terá de tentar salvá-la.
O terceiro volume das aventuras de Jessica Jones, a heroína da Marvel que deu origem à série de TV da NETFLIX!»


Miracleman Edição Integral

Alan Moore

Edição em Português
«Começando com as origens obscuras de um super-herói dos anos 50, o Escritor Original, com a ajuda de uma mão-cheia dos maiores artistas de comics de sempre, escreveu uma das mais tremendas sagas de super-heróis de sempre. Depois do seu primeiro confronto com o super-vilão que viria a ser a sua némesis, Miracleman irá partir em busca do segredo das suas origens, enquanto o Escritor original irá levar o arquétipo intemporal do super-herói até às suas últimas consequências e à sua visão tremenda de um futuro utópico. O resultado foi uma obra-prima da banda desenhada, a primeira grande história de super-heróis "realista", que ajudou a redefinir todas as regras do género.
Miracleman foi o primeiro de uma série de obras "revisionistas" que puseram em questão todos os clichés e características das histórias de super-heróis. Foi só na sequência de Miracleman, que O Regresso do Cavaleiro das Trevas, Watchmen, ou histórias como Batman Ano Um ou Piada Mortal, escritas por autores inovadores como Frank Miller ou Alan Moore, estabeleceram o cânone deste revisionismo, que aplicava a psicologia real ao universo dos super-heróis, com resultados nem sempre agradáveis, que iam da violência excessiva, da subversão social e política à psicose e sociopatia. Mas até nisso Miracleman foi revolucionário, e abriu caminho a um novo entendimento do género super-heróico, com as suas raízes no mito e na lenda. De certo modo, Miracleman pode ser visto como uma exploração daquilo que pode acontecer num mundo povoado de super-heróis, se levarmos até às últimas consequências a sua existência. Onde é que tudo pode acabar? O que pode sair dali?
A primeira edição mundial de Miracleman: Integral, da fase do Escritor Original, que abre caminho para os posteriores volumes escritos por Neil Gaiman (a lançar pela G. Floy em 2017).»

Fonte: Bertrand, WOOK, FNAC

Partilhar :

{ 0 comentários... ler em baixo ou comentar }